Militares do Exército fazem falso alarme de evacuação em Canoas e são afastados

  • 27/05/2024
(Foto: Reprodução)
Ao longo da noite de domingo, moradores foram orientados a evacuar bairro devido a suposto rompimento de dique, o que inundaria a região – mas a estrutura não rompeu. Bairro de Mathias Velho, em Canoas, alagado no início de maio AMANDA PEROBELLI/REUTERS via BBC O Exército Brasileiro afastou de suas funções militares que divulgaram no domingo (26) informação falsa de que um dique havia rompido em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, o que motivou a evacuação do bairro Mathias Velho, um dos mais atingidos pelas enchentes que assolam o Rio Grande do Sul. Ao longo da noite de domingo, moradores de Canoas foram orientados por militares a evacuar imediatamente o bairro por conta do suposto rompimento do dique, o que inundaria a região – mas a estrutura não rompeu. 📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp Vídeos e relatos sobre o alerta circularam nas redes sociais, assustando moradores e tirando pessoas de casa. A própria prefeitura de Canoas desmentiu a informação, e o Exército admitiu que errou. "Militares que atuavam no Bairro Mathias Velho, souberam, sem confirmação, que um dique havia se rompido e imediatamente passaram a comunicar erradamente aos moradores da necessidade de evacuação das áreas consideradas em risco. O Exército Brasileiro esclarece que tal situação decorreu de um grave erro de procedimento", disse, em nota, o Exército, que pediu "sinceras desculpas pelo ocorrido". LEIA TAMBÉM RIO DE JANEIRO: Ronnie Lessa diz que matou Marielle por promessa de chefiar nova milícia no Rio GOLPE MILIONÁRIO: Adolescente está entre criadores de vaquinhas falsas de ajuda ao RS PORTO VELHO: Homem invade residência e mata ex-mulher e amigo na frente da filha de um ano O trabalho sem descanso da polícia e dos bombeiros atrás dos desaparecidos no RS As enchentes que atingem o Rio Grande do Sul desde o fim de abril deixaram mais de 160 mortos e 56 desaparecidos, segundo boletim deste domingo (26) da Defesa Civil. Outras quatro pessoas morreram de leptospirose, após contato com água contaminada – há 1.256 casos suspeitos da doença no estado. RS inicia semana com formação de ciclone extratropical, temporais e aulas suspensas Conforme o Exército, os militares faziam parte da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, Grande Unidade subordinada à 5ª Divisão de Exército, e integravam a Operação Taquari 2, de apoio às ações de ajuda humanitária em Canoas. Uma investigação foi instaurada para apurar de onde chegou a informação falsa e por qual razão os militares fizeram a divulgação sem que ela fosse checada. Leia na íntegra a nota do Exército: "A 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, Grande Unidade subordinada à 5ª Divisão de Exército, informa que, na noite de domingo, 26 de maio de 2024, por volta das 18 horas, foi notificada de um incidente envolvendo tropas que integram a Operação Taquari 2 em apoio às ações de ajuda humanitária no município de Canoas. Militares que atuavam no Bairro Mathias Velho, souberam, sem confirmação, que um dique havia se rompido e imediatamente passaram a comunicar erradamente aos moradores da necessidade de evacuação das áreas consideradas em risco. O Exército Brasileiro esclarece que tal situação decorreu de um grave erro de procedimento. Medidas administrativas foram adotadas para apurar rigorosamente os fatos. Os militares diretamente envolvidos foram afastados de suas atividades durante o processo de investigação. A 14ª Brigada de Infantaria Motorizada reitera seu compromisso com a população afetada pela catástrofe ambiental, em especial com os moradores de Canoas-RS e manifesta sua solidariedade a todos os moradores que foram erroneamente informados e pede sinceras desculpas pelo ocorrido". VÍDEOS: Tudo sobre o RS

FONTE: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2024/05/27/exercito-afasta-militares-que-divulgaram-informacao-falsa-de-que-dique-rompeu-em-canoas.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes