ISOLAMENTO. SOLUÇÃO OU MALDIÇÃO?

  • 26/05/2020
  • 0 Comentário(s)

ISOLAMENTO. SOLUÇÃO OU MALDIÇÃO?

O homem só conseguiu sobreviver como espécie devido ao seu poder de associação com outros humanos. O Homo sapiens não possui garras nem veneno. É fraco quando sozinho enfrenta predadores. Criar grupos sociais (incluindo família) é algo inato do ser humano e necessário para seu bem-estar físico e psíquico.

Há uma confusão proposital dos termos isolamento e distanciamento social. Na grande mídia, oráculo das “certezas científicas”, esses termos são utilizados como sinônimos, coisa que não são. Devemos manter distanciamento social? Sim, junto com os hábitos de higiene. Isolamento não é a determinação oficial, salvo em casos específicos. Vender a ideia de que isolamento é necessário para todos foi o ovo da serpente.

Isolamento e transtornos mentais andam de mãos dadas. Autismo e esquizofrenia possuem em seu núcleo o isolamento social. Pessoas deprimidas e isoladas possuem maior risco para suicídio. Fóbicos e portadores de TOC acabam no isolamento e agravam suas doenças. Imaginem então num isolamento social forçado.

Ora, se o isolamento é algo tão nocivo e deletério, temos de ter muita certeza antes de administrar remédio tão amargo e com tantos efeitos colaterais. Pois não há essa certeza. Há somente dados empíricos. O que está acontecendo é uma inversão do ônus da prova. Agiram contra a natureza do ser humano e, para voltar ao normal, temos de provar o contrário para podermos voltar a conviver. Interessante que para medicamentos que combatam Covid19 dados empíricos não são aceitos; mas para o isolamento, sim.

As consequências do isolamento social, já a curto prazo, incluem aumento da incidência de depressão, suicídio, desassistência em saúde para doenças crônicas, aumento do consumo domiciliar de drogas (principalmente álcool), violência física e sexual, agravamento da pobreza, fome, desemprego, sedentarismo e obesidade. Nas crianças, então, esta perspectiva é mais deletéria ainda, principalmente pelo fechamento de escolas. Depressão infantil, fome por falta de merendas escolares, sem brincadeiras físicas, aumentando ainda mais a obesidade infantil; aumento do uso problemático e excessivo de celulares e tablets.

A médio e longo prazos, o maior temor, além da questão socioeconômica, é como a cabeça das crianças menores reagirá a um isolamento social prolongado. Como ele desenvolverá habilidades sociais e aprendizado sem contato e convívios com outras crianças? Como será sua curva de aprendizado sem a presença física do professor? Muitas perguntas e pouca preocupação das autoridades em levantar um pouco os olhos e enxergar o dano que estão criando na vida das pessoas.

Isolamento é contra-natural para o homem. Empregado de forma sistemática e indiscriminada, é um atendendo contra a humanidade. Não é à toa que o maior castigo de um homem preso é a solitária. Não há nada pior. Sozinho. Isolado.

Por: VINICIUS ALVES MORAES


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes