Suspeitos se apresentam na delegacia

  • 02/07/2021
  • 0 Comentário(s)

Suspeitos se apresentam na delegacia

A Polícia Civil de Candelária ouviu na manhã desta sexta, 2, o depoimento de dois suspeitos de envolvimento na morte do aposentado Ildemar Flores, 83 anos, ocorrido no último dia 24 de junho, em sua residência, na localidade de Vila Fátima, no interior de Candelária.Conforme a delegada Alessandra Xavier de Siqueira, o adolescente menor de idade e um maior, de 19 anos, relataram que decidiram ir até a residência da vítima para cometer um roubo. Ao chegarem no local, por volta das 22h, os suspeitos arrombaram a porta e entraram na residência. Os dois começaram a mexer nos pertences e teriam percebido que o idoso estava dormindo. “Um deles relatou que a vítima estaria roncando, indicando que estava viva”, frisou a delegada.

Os dois suspeitos resolveram amarrar a vítima com uso de uma corda pertencente ao idoso, que estava no galpão. “Enquanto que eles não perceberam que o idoso estava se acordando, eles seguiram mexendo para pegar o que encontrassem, não possuindo uma finalidade específica”, relatou a delegada. Ao perceber o movimento da vítima, os dois suspeitos relataram aos investigadores terem saído da casa, vindo a largar os objetos nos fundos da residência durante a fuga.

Questionados sobre o ferimento que a vítima apresentava no dedo, os dois suspeitos negaram ter havido confronto com o idoso. A delegada informou que ainda aguarda o laudo da perícia para saber a causa da morte, se houve violência física na vítima apontada pelo médico legista e uma avaliação da cena do crime pelo perito criminal. Sobre a arma que foi roubada na residência, a delegada informou que eles negaram ter levado a arma.Os dois suspeitos não possuem antecedentes criminais. Após prestarem depoimento, eles foram liberados e responderão ao processo em liberdade. A Polícia também apurou a participação de um terceiro suspeito que será ouvido nos próximos dias. Com base nos depoimentos colhidos e nos resultados dos laudos, a delegada irá concluir se o crime foi ou não uma cena de latrocínio. “O latrocínio se configura se tiver lesão grave ou morte sequencial. Vou esperar os laudos para concluir o inquérito”, finalizou a delegada.


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes